PORTFÓLIO
TERAPIAS HOLÍSTICAS

can7.jpg

A carta da semana é a “Confiança” das Mensagens de Yogananda para Inspirar sua Vida Interior, Ed. Pensamento.

Ela tem uma bonita afirmação que diz:
“Seguirei com fé absoluta na capacidade do bem onipresente de me dar o que preciso, quando for preciso.”

A fé e a confiança na vida, que por vezes esquecemos em meio ao turbilhão de mudanças e eventos que assolam nossa rotina não é mesmo?

Entramos na temporada sagitariana, signo que representa a fé e a confiança otimista no futuro.

Além disso, essa semana estamos em um período entre eclipses – no último dia 19/11 ocorreu o eclipse lunar em touro e no próximo dia 04/12 acontecerá o eclipse solar em sagitário.

Assim, podemos sentir mexidas na vida, mudanças inesperadas, como ciclos que se encerram para abertura de novos. A luz se apaga e quando volta, podemos notar mudanças no cenário, assim como em uma peça teatral.

Além disso, nessa semana sol e Mercúrio se encontram com o nodo sul em Sagitário e fazem oposição ao nodo norte em Gêmeos.

Uma oportunidade para questionarmos o que liberamos de crenças limitantes (o convite feito pelos eclipses desse eixo que vinham acontecendo desde junho de 2020), e o que ainda nos prende, impedindo nossa evolução espiritual.

Diz a carta:
“A fé não é uma crença: é uma percepção direta. Significa expandir a compreensão intuitiva da presença interior de Deus. Tenha total confiança no Espírito. A única coisa a duvidar é da própria dúvida. Ter fé em Deus significa encontrar a felicidade.”

Seguimos com fé no mistério da vida.
Se conecte com a alegria e o otimismo de Sagitário e confie.

Fonte: Mensagens de Yogananda, organizado por Sahaja Mascia Ellero, Ed. Pensamento.


Veja a publicação

can10.jpg

Os chakras são vórtices de energia do nosso corpo que regem nossa estabilidade física, intelectual, emocional e espiritual. São sete os principais que percorrem nossa coluna vertebral.

Eles funcionam como uma entrada e saída do fluxo energético em nosso ser físico e espiritual e se desequilibram com excessos. O resultado será sentido em nosso dia a dia refletido em nossos pensamentos, relações, ações e saúde.

Aqui, um pequeno resumo de cada chakra:

Chakra Básico: Representa a ligação do homem com o mundo material, a existência terrena e a sobrevivência. Em harmonia ele aterra, traz estabilidade, fortalece o instinto de sobrevivência e a segurança.

Chakra Sacro: É o centro energético da sensualidade, sexualidade e da criatividade. Fluindo traz a expressão do poder criativo, uma vida sexual saudável, autoconfiança e alegria de viver.

Chakra Plexo Solar: É o chakra da vontade, perseverança, compaixão e empatia. Em harmonia traz força para superação dos obstáculos, realização, uma mente aberta, curiosa que se interessa por todos que estão ao redor.

Chakra Cardíaco: É o chakra que conecta os três inferiores (Básico, Sacro e Plexo Solar) e os três superiores (Laríngeo, Frontal e Coronário). Mostra o caminho da cura pelo amor ao próximo. Equilibrado aflora o amor, a tolerância e o senso de responsabilidade por nossa família, entes queridos, meio ambiente e natureza.

Chakra Laríngeo: Centro de energia da fala e do som. Conecta os chakras da cabeça e coração, faz a junção sentimento e pensamento e abre nossa a comunicação com o mundo.

Chakra Frontal: Centro sutil da consciência e da espiritualidade. Faz a conexão com o mundo visível e o mundo espiritual, entre a realidade concreta e a sutil.

Chakra Coronário: Centro supremo da energia sutil, o culminar de uma busca espiritual que leve à iluminação e fusão com o cosmos. É associado à iluminação espiritual da alma.

Observe os campos de sua vida e possíveis desequilíbrios relacionados a cada tema. Procure um terapeuta que atue com práticas energéticas para apoio no alinhamento de seus chakras e ganhe mais equilíbrio e saúde!

can15.jpg

O momento nos desafia emocionalmente de várias formas. Um dos sentimentos que pode emergir frente a tantas restrições é a raiva. Na astrologia também vivemos um momento onde o movimento de Marte em Áries nos provoca a conviver e equilibrar com esse sentimento e suas variações.

Como você lida com esse sentimento tão difícil quando ele chega?

Essa semana me deparei com um texto budista que fala sobre raiva e aversão e trouxe um trechinho para vocês refletirem:

“Lembre-se de que aquelas pessoas que agem de forma agressiva em relação a você estão apenas comprando o próprio sofrimento, criando, por ignorância, condições mais difíceis para si mesmas. Pensam estar fazendo o que é melhor para si, estar corrigindo algo errado ou impedindo que o pior aconteça. Mas a verdade é que esse comportamento não traz benefício algum. Em muitos aspectos é como alguém que está com dor de cabeça e bate na própria cabeça com um martelo para tentar acabar com a dor. Em sua infelicidade, põe a culpa nos outros, os quais, por sua vez, ficam com raiva e brigam, apenas piorando a situação. Quando consideramos a condição difícil em que se encontram, damo-nos conta de que essas pessoas deveriam ser objetos da nossa compaixão, e não de raiva ou crítica.

Então almejamos fazer tudo o que está ao nosso alcance para protegê-las de mais sofrimento, como faríamos com uma criança que está sempre se metendo em travessuras, fugindo o tempo todos pra rua e nos batendo e arranhando quando tentamos trazê-la de volta. Em vez de desistirmos daqueles que agem mal, precisamos compreender que eles buscam por felicidade, mas não sabem como encontrá-la.

O papel do inimigo não é permanente. A pessoa que o fere hoje pode se tornar seu melhor amigo amanhã.”

Livro “Os Portões da Prática Budista” de Chagdud Tulku Rinpoche


Veja a publicação

TERAPIA
TERAPIA

press to zoom
TERAPIA
TERAPIA

press to zoom
TERAPIA
TERAPIA

press to zoom
TERAPIA
TERAPIA

press to zoom
1/4
CLIQUE NAS SETAS E VEJA MAIS


 
PRECISA DE REDAÇÃO E PRODUÇÃO DE CONTEÚDO?